Home / #ENTREVISTAS / ENTREVISTA: SANDOR MELLO (produtor musical)

ENTREVISTA: SANDOR MELLO (produtor musical)

“Meu sonho ainda é ter um estúdio e produzir e tocar muitos discos de vários estilos e muita coisa experimental. Sem ter muito um vínculo com um estilo musical. Aprimorar a técnica de tocar contrabaixo e tocar muito, mas mais em estúdio mesmo. Acho que no palco, nasci para estar atrás das coxias.”

Sandor Mello trabalha há mais de 20 anos em Santa Maria-RS e região com produção musical. Agora conta um pouco sobre sua experiência. Confira:

REDE SINA:  QUANDO COMEÇOU A SE INTERESSAR POR MÚSICA E SE VIU TRABALHANDO COM ISSO?

SANDOR MELLO: Meu interesse por música vem desde a infância, tanto na casa dos meus tios e tias, quanto na minha casa, principalmente com meu pai eu escutava muita música, ele me explicava o que sabia e quem eram os ídolos dele. Logo depois lembro que um primo meu Leandro Mello, grande roqueiro gravou duas fitas pra mim, uma era do “Piece of Mind” do Iron Maiden e do “Sabotage” do Black Sabbath, sinceramente aí fodeu tudo…(risos).

Virei um colecionador mirim de fitas K7 e discos, eram meus brinquedos, até que com 10 anos em diante eu era o DJ das festinhas, depois fui sendo DJ de festas que mal conhecia as pessoas, meu nome foi se espalhando entre a galera dos colégios. Eu ganhava grana vendendo fitas gravadas e seleções para os amigos e conhecidos e assim foi indo.

Até que em 1991/1992 eu fiz um curso de DJ Profissional e passei a tocar em festas na cidade, dai foi um pulo para virar promoter e ganhar já alguma grana maior.

Depois de tocar em várias casas e festas na cidade em 1999 assumi uma porcentagem de proprietário de uma casa chamada Café Brasil. Acho que depois disso só foi…

REDE SINA:  COMO É A ROTINA DE QUEM VIVE MAIS A NOITE QUE O DIA?

Para mim sempre foi difícil. Pois preciso muito do dia para trabalhar com produção é quando faço a maior parte dos contatos para venda de shows e produção, trabalho que desempenho hoje. A gente literalmente dorme quando dá e muitas vezes até apaga…de tão cansado, principalmente porque hoje passo por uma recuperação de uma lesão muito grave na coluna. Logo com os remédios tenho mito sono. É muito complicado, uma luta diária.

Quando trabalhei numa casa noturna de 2000 a 2013, eu nunca dormia de noite, literalmente dormia pela manhã e trabalhava os outros turnos. Vivia para trabalhar, mas tenho saudades daquela época. Tudo que se faz por amor , se é recompensado acho…

REDE SINA: QUAIS AS DIFICULDADES QUE OS PRODUTORES E OS MÚSICOS MAIS ENFRENTAM?

Acho sinceramente que enfrentamos vários problemas, até pouco tempo a profissão de produtor de evento nem era reconhecida, todo mundo achava que você vivia fazendo festa, era um bêbado , locão, sei lá….hoje existe um certo respeito já, pelo menos comigo sim. Acho que por estar a quase 26 anos trabalhando nisso.

Acho que a remuneração é uma parte bem complexa, existe como em toda profissã

o as castas, uma galera que ganha mais, outros passam mais dificuldades. Existem os que entram no mercado apenas por prazer e atrapalham aquele músico ou produtor que vive exclusivamente da arte.

Eu não reclamo mais disso. Faz parte, junto com as crises econômicas, explosões de outros estilos musicais que deixam todo um outro povo sem casas pra tocar…

Ser músico ou produtor é uma verdadeira loucura. Tem que se amar mesmo o que faz e tentar errar o menos possível para se viver bem.

REDE SINA:  APÓS A TRAGÉDIA NA KISS COMO FICOU A PRODUÇÃO MUSICAL NA CIDADE?

Olha, vou falar por mim, o primeiro e segundo ano foram muito ruins, sobraram poucas casas e elas sofriam restrições de todos os tipos da prefeitura, bombeiros, MP, enfim. Questão de horários, volume do som, muitos locais foram fechados aqui e em todo estado. Foram tempos difíceis demais.

Hoje já vejo em Santa Maria uma nova geração e principalmente uma diversidade que não sei se havia antes. Temos muito boas festas de música eletrônica. Temos muitas bandas autorais tocando rock, mpb, entre outros. Temos os estilos mais populares como pagode e sertanejo, acho que sofrendo mais, por uma espécie de cansaço de estar muito tempo dominando os eventos.

Mas acho que hoje em SM, você tem eventos de todos estilos, locais de todos estilos.

Você vai me perguntar se foi pela Kiss, não sei, mas a depressão e tudo que vivemos na cidade acho que fez florescer outras maneiras de fazer eventos, existem mais tribos.

Espero que isso prospere e muito.

REDE SINA: TEM VONTADE DE SER ARTISTA?

Meu sonho ainda é ter um estúdio e produzir e tocar muitos discos de vários estilos e muita coisa experimental. Sem ter muito um vínculo com um estilo musical. Aprimorar a técnica de tocar contrabaixo e tocar muito, mas mais em estúdio mesmo. Acho que no palco, nasci para estar atrás das coxias.

REDE SINA: DO QUE MAIS ME ORGULHO DE TER FEITO?

Sem dúvida nenhuma de ter sido Stage Manager do Paul McCartney na tour de 2010 em POA, porra eu trabalhei e vi e convivi dias com um Beatle e na minha casa (Beira Rio).

Me orgulho muito também do trabalho que fiz no Absinto e no Planeta Atlântida, foram minhas escolas.

Acho que ainda posso produzir mais, ir mais longe eu também sofri um pouco pós Kiss, incluindo um problema de saúde. Enfim isso esta sendo tratado. Espero me adaptar o mais rápido possível e seguir fazendo muitas coisas legais.

REDE SINA: DE QUEM EU SOU FÃ?

Tive muitos professores, mas nem todos sou fã deles…(risos). Mas na música, meus ídolos são Keith Richards,Lemmy  Miles Davis, Astor Piazzolla. No esporte Andrés Dalessandro.

Na vida real era muito e sempre serei fã do meu pai, perdi ele aos 15 anos e gostaria muito de ter compartilhado muita coisa com ele.

E como personalidades Che Guevara, Eduardo Galeano, Fidel Castro, Pablo Neruda e Bukovski.

REDE SINA: SANTA MARIA É…

A cidade do retrocesso…uma aldeia. Não gostaria de dizer isso, mas gostaria de trabalhar pra melhorar. Acho que já fiz um pouco, mas fui muito pouco reconhecido, isso desanima… 

REDE SINA: QUAIS SÃO SEUS PRÓXIMOS PROJETOS:

Hoje trabalho a frente de duas produtoras que agenciam e gerenciam carreiras que são a Ultra Produtora que é minha, e o Escritório VP que trabalho com o Victor Piaz. Estou iniciando um trabalho diferente na Iô Publicidade e Propaganda, algo diferente que sempre sonhei em me dedicar a publicidade.

A longo prazo meu sonho é morar fora do Brasil…talvez Buenos Aires ou Berlin.

REDE SINA: DEIXE UM SOM ROLANDO AQUI:

Working On a Dream de Bruce Springsteen

 

Sandor Mello – Mês do rock 2017

No MÊS DO ROCK 2017, aproveitei para convidar os amigos da Pastel Store Filmes para acompanhar um pouco do meu trabalho e cooperação por lá, foram feitas algumas imagens nos dias dos shows da Praça Saldanha Marinho e da minha Oficina, que falava sobre produção, que rolou na TV Ovo, também durante a participação do MDR.Curtam essas imagens que falam um pouquinho da minha história dentro de um ambiente de trabalho de produção.Gostaria de agradecer a Pastel Store Filmes (Mário e Jefferson), e aos amigos Márcio Grings e Pylla Kroth, vocês são “os caras”, contem sempre comigo.Gostaria de deixar a mensagem de como é bom trabalhar com amigos e pessoas com que você se sinta bem ao lado.#SandorMello #VidadeProdutor #UltraProdutora #EscritórioVP #MDR2017 #PastelStoreFilms #MarcioGrings #PyllaKroth #Amizade #Música #Produção

Posted by ULTRA Produtora on Thursday, August 24, 2017

 

Saiba mais sobre Sandor em:

https://www.facebook.com/sandormellooficial/

https://www.facebook.com/ultraprodutoraoficial/

"Meu sonho ainda é ter um estúdio e produzir e tocar muitos discos de vários estilos e muita coisa experimental. Sem ter muito um vínculo com um estilo musical. Aprimorar a técnica de tocar contrabaixo e tocar muito, mas mais em estúdio mesmo. Acho que no palco, nasci para estar…

User Rating: Be the first one !

Comenta aí... :)

comentários

CLIQUE AQUI PARA IR A FAN PAGE DA REDE SINA

Check Also

ENTREVISTA: PAULO HENRIQUE FONTENELLE – Diretor dos filmes Cássia, Dossiê Jango e Loki

por Melina Guterres da Rede Sina Minha sina é observar a vida em busca de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *