Home / #escritores / Venturoso, por Tadany

Venturoso, por Tadany

Um poema que descreve o corpo sentindo o cansaço da mesmice, mas também as maravilhas que ele sente com as mudanças da vida.

 

Os pés estavam cansados de caminhar pelas mesmas ruas

O coração estava exausto de amar a mesma deusa

Os braços estavam depauperados de abraçar os mesmos corpos

As mãos estavam enfastiadas de cumprimentar os mesmos sorrisos

Os olhos estavam entediados de observar a mesma paisagem

Os ouvidos estavam desesperados de ouvir a mesma ladainha

A mente estava esgotada de pensar na mesma rotina

Foi quando o corpo decidiu partir

Então, os pés recobraram a avidez de peregrinar

O coração pulsou por um novo sonho

Os braços agarraram-se a nova brisa que soprava

As mãos tocaram extasiadas as novas silhuetas que brilhavam

Os olhos cintilavam com o novo desenho terrenal

Os ouvidos exaltaram-se com a nova sinfonia

A mente renasceu com a nova aurora que se apresentava

E o corpo, ditoso, pensava exultante na próxima partida.

 

PS: Para citar este Poema:

Cargnin dos Santos, Tadany.Venturoso .www.tadany.org®

 

Sobre o autor…

TADANY CARGNIN DOS SANTOS

Executivo Internacional. Cidadão Global. Palestrante. Poeta. Escritor. Pensador. Counsellor. Espiritualizado. Alegre. Curioso. Dinâmico. Profundo. Agradecido. Aventureiro. Tadany é formado em Administração de Empresas pela UFSM. Já trabalhou em vários países ao redor do mundo e, atualmente, é Gerente de Globalização na IBM Índia. Ademais, por 3 anos, ele também estudou Advaita Vedanta num monastério nos Himalayas (Índia) com o Swamy Dayananda Sarasvati (www.dayananda.org). 

 

Comenta aí... :)

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *