Home / #OPINIÃO / República de Deus ou Purgatório Pós-Moderno? por TAVINHO PAES

República de Deus ou Purgatório Pós-Moderno? por TAVINHO PAES

A IGREJA UNIVERSAL DA REPÚBLICA DE DEUS
(ou O Purgatório Luterano do Mundo Pós-Moderno)

é proibido ser infeliz
é proibido desejar que alguém não seja feliz
é proibido proibir alguém infeliz de ser como é
é proibido definir o que pode ser a felicidade dos outros
é permitido ser feliz quando se está infeliz
e vive-versa

é proibido permitir que se proiba
o que não for proibido
mesmo que esta proibição
esteja sendo permissível

é permitido proibir que alguém te proiba
de amar o que você se permite amar
pois não é nem nunca será proibido
ter um amor proibido
já que é permitido amar alguém
que te proiba de fazer isso

quem tem amores permissiveis
que me perdoe
mas um amor proibido
permite sentir certas coisas
que a gente nem sabia
que era capaz de sentir
se fossem permitidas

é proibido proibir o impossível

 

TAVINHO PAES (1955- …macro microBiografia semicompleta)
– aquário, ascendente aquário, lua em escorpião – carioca, botafoguense por causa  de Mané Garrincha – 59 anos
– estudou Economia (1972-1976), Filosofia (1977) na PUC-RJ (não se formou em nada – nunca ganhou nem concorreu a prêmio nenhum)
skills: poeta em tempo integral; escritor nas horas vagas; jornalista do contra;, webmaster por circunstâncias (desde 1991 – técnico em BBS, Access e Apache), trabalha com vídeo desde 1980 –  editor produtor, diretor; comediante (ator, não); roteirista enquanto contador de estórias reais); e anarquista (graças a deus)!

A IGREJA UNIVERSAL DA REPÚBLICA DE DEUS (ou O Purgatório Luterano do Mundo Pós-Moderno) é proibido ser infeliz é proibido desejar que alguém não seja feliz é proibido proibir alguém infeliz de ser como é é proibido definir o que pode ser a felicidade dos outros é permitido ser feliz…

User Rating: Be the first one !

Comenta aí... :)

comentários

CLIQUE AQUI PARA IR A FAN PAGE DA REDE SINA

Check Also

Uma cena, um diálogo sobre assédio por MELINA GUTERRES

No começo de 2017 escrevi algumas cenas para gravar como material experimental de atriz, entre …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *