Home / #OPINIÃO / Meu menino loiro por ROSSANA

Meu menino loiro por ROSSANA

(Dica Rede Sina: Leia escutando a música acima)

E lá vinha ele passando pela minha janela da biblioteca. Um jovem tão lindo. Caminhando com a segurança de quem sabe que é bonito, sedutor, interessante. Às vezes, passava sozinho, outras vezes, acompanhado de amigos, ou de meninas.

Passava caminhando nas terças e quintas-feiras pela minha janela. Eu já o esperava. E bem na hora marcada, ele aparecia. Sempre vestido com jeans, camiseta, um moletom quando estava mais frio. E sua mochila Com seus cabelos dourados sedosos, com sua franja charmosamente caindo sobre um dos seus olhos. Seus cabelos pareciam ser tão macios. Cheirosos.

Que idade teria? 18, 20 anos!

Ah, meus 18, 20 anos! Com certeza ele olharia para mim. Ah, olharia!

E eu? Quem era eu? A bibliotecária quarentona da universidade. Ninguém me olhava nos olhos. Ninguém perguntava como eu estava. Só vinham até mim para saber sobre livros. O mais perto de um sorriso charmoso que chegava era quando alguém pedia para eu perdoar a multa por alguns dias de atraso na entrega de um livro.

Ah, mas eu fantasiava com meu menino loiro de cabelos sedosos desalinhadamente caindo sobre a testa.

Eu, a invisível, o via caminhando, quando ele nem imaginava que era observado. Prestava atenção ao seu jeito de andar, falar ao celular, flertar com as meninas, tudo isso da minha janela. Aqueles momentos que eu o observava eram aguardados com ansiedade durante a semana. Eram os meus 5 minutos de divertimento durante minha jornada de 44 horas semanais.

Um dia, peguei-me me arrumando mais, colocando batom, um ‘blushzinho”, uma blusa nova que havia comprado, justamente no dia que meu menino loiro passaria.

O que ele pensaria se imaginasse que eu o observava? No mínimo riria da minha cara. Eu também riria se fosse ele. Talvez eu fosse até mais cruel no lugar dele. Nunca contei a ninguém. Esse era meu segredo. Minha fantasia.

Numa tarde, ele não passou!

Fiquei atônita! O que teria acontecido com ele? Ele jamais se atrasava? Será que teve um imprevisto. Saí para fora da biblioteca. Caminhei entre os alunos, tentando encontrá-lo. Nada. Voltei para a biblioteca. Sentei na minha cadeira e fiquei olhando para fora, preocupada e frustrada.

– Você está bem? – perguntaram-me.

Ao ouvir a pergunta, continuei olhando para fora e respondi com um “sim”. Quem estaria interessado em saber de mim se não fosse minha mãe?

– Desculpe incomodá-la. Achei você tão triste hoje. Sempre a vejo pela janela da biblioteca com um sorriso no rosto.

Virei-me. Era ele, meu menino loiro.

Rossana Cantarelli Almeida

Rossana_livro_fotoCapa_Apenas_RespireÉ gaúcha de Santa Maria. Advogada e Analista Jurídica da Procuradoria Geral do Estado. Casada com Marcelo há 9 anos. Mãe do Cassio, 5 anos; madrasta do Arthur, 15 anos.
Mesmo quando tudo parecia perfeito em sua vida, alguma coisa a angustiava. Sem saber direito o que era, e em confidências com seu marido, ele lhe disse uma noite: apaixone-se por você!
E foi então que Rossana começou a escrever. Sua história foi tomando forma; personagens, diálogos, dramas iam surgindo na sua mente. Até que nasceu “Apenas Respire – Rock e perfume: paixão no ar”, seu primeiro romance, publicado pela Editora Multifoco e lançado em junho de 2016. Já tem outros dois livros escritos, à espera de publicação.
Agora é colunista do site Rede Sina, com a coluna quinzenal “Contos dos Cantos”, onde escolherá uma música e escreverá um conto embalado por ela.

Encontre o livro da  autora em: 

http://www.livrariacultura.com.br/p/apenas-respire-46330213

http://editoramultifoco.com.br/loja/product/apenas-respire/ 

Também à venda na livraria Athena em Santa Maria.

(Dica Rede Sina: Leia escutando a música acima) E lá vinha ele passando pela minha janela da biblioteca. Um jovem tão lindo. Caminhando com a segurança de quem sabe que é bonito, sedutor, interessante. Às vezes, passava sozinho, outras vezes, acompanhado de amigos, ou de meninas. Passava caminhando nas terças…

User Rating: 4.7 ( 1 votes)

Comenta aí... :)

comentários

CLIQUE AQUI PARA IR A FAN PAGE DA REDE SINA

Check Also

No Roteiro POR PAULO LUDMER

  Praga de certezas a iludir tolos, embala escopetas buliçosas, brada, oprime, degrada, ira, lacra …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *