Home / #OPINIÃO / Meditação pela democracia por CAROLINA BERGER

Meditação pela democracia por CAROLINA BERGER

Imagine que somos todos iguais.

Que todos estamos aliviados depois de ler os programas de governo e as propostas de cidadãos que tem propósitos e estão embasados. Estas pessoas olham com serenidade e educação para você. Elas tem experiências diversas e escutam os outros para propor. Estas pessoas são representantes, e terão sua impressão digital e sua assinatura junto com elas para administrar diversas instâncias do Estado. Sim, você está diante de um administrador público, um ser humano comum que opta por exercer uma função de liderança por ser honesto, capaz, motivado pelo saúde pública universal, pela educação acessível a todos e pelo crescimento econômico beneficiando todos que precisam trabalhar juntos, e pensando no equilíbrio entre cada um de nós e o que precisamos da natureza. Você e essa pessoa sustentam muita prosperidade e a terra que vos alimenta, sustenta ambos com fertilidade.
Agora veja todos nutridos na sua volta. Cada um fica feliz com os direitos conquistados pelos nossos antepassados, pela nossa consciência histórica e que a educação está em um altar, onde a diversidade do conhecimento contempla diálogo, traz riqueza e bem comum.

Imaginem que somos respeitados por países do mundo inteiro, que decidem investir no Brasil pois escolhemos pela democracia, com sensatez e pensando que todas as escolhas, classes, condições de vida e formas de pensar foram contempladas por um equilíbrio mental coletivo.

Agora, mostre para as pessoas ao seu lado que votaram pelo bem estar social e pela paz. Diga que juntos conseguiram afastar as ameaças, as pressões psicológicas e a falta de respeito do extremismo com diálogos baseados em fatos, planos de governo, experiência e força interior.
Expandam, juntos, este sentimento para todos os que trabalham, nas diferentes formas de produção que isso representa no mundo atual. Veja que o meio ambiente, tanto a natureza mais selvagem quanto a urbanidade a sua volta estão em equilíbrio, pois preservamos, juntos, o valor do lugar onde habitamos e as culturas ancestrais que precisam de fontes naturais para viver. Observe que as pessoas que ajudam a cuidar da cultura ancestral são seres humanos como você, que acreditam tanto na natureza quanto nos potenciais da tecnologia para trazer cura a inúmeras doenças, e principalmente equilíbrio mental. Há afeto entre todos agora. A arte é cultivada acima do consumo. A cultura é um meio de lucidez e em nossa bandeira volta a existir a palavra amor, da frase original. Sim, estamos prósperos como pátria e somos exemplo de democracia para todo mundo.
Amém, Axé, Namastê, Shalom, Tashi Delek, Ahô

 

Carolina Berger,

é performer, artista intermídia e pesquisadora na ECA/USP.

Natural de Santa Maria, RS. Trabalha e vive em São Paulo – SP. Trabalhou em várias cidades do Brasil – Porto Alegre, Florianópolis, Aracaju; e do mundo: Buenos Aires, Singapura, Berkeley, Tromso (Noruega). Diretora artística do AVANTE ART STUDIO. Cria uma série de workshops a partir dos quais investiga conceitos de corpomídia e estabalece ritos do que constrói como alterperformance, a partir do laboratório em poéticas de performance intermídia #DIGITALSELFMEDIALAB. Em sua trajetória sempre explorou relações estéticas entre natureza, corpo e tecnologia. 

 

Comenta aí... :)

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *