Home / * PORTAL / #ACONTECE / Em SP: Espetáculo Cão no Teatro Arena até 24 de fevereiro

Em SP: Espetáculo Cão no Teatro Arena até 24 de fevereiro

“Cão” nasceu de uma intensa investigação filosófica, estética e discursiva entre quatro atores – Danilo Pedrozo, Giovanna Paixão, Rebeca Knopf e Viviane Costa – com o diretor Rodrigo Guergolet através de encontros e depoimentos com a recorrência de assuntos pautados em experiências pessoais e observações do mundo: relações exacerbadas com animais de estimação, amores incompreendidos, relacionamentos abusivos, dentre outros. A trama gira em torno de Ricardo (Fellipe Cartier) que vive um conflito: a busca e a falta de memória. Com auxílio de um Garçom (Rafael Mattos), o mesmo, tenta resgatar lembranças de sua vida pregressa, em meio a papéis, a vultos de si e a aparições de Bela (Bianca Ikemoto) e de Laura (Rebeca Knopf). “Cão” ficará em temporada no Teatro de Arena Eugênio Kusnet do dia 01 a 24 de fevereiro, sextas e sábados às 20:30 e domingos às 19h. Entrada de R$ 15 e R$ 7,50 (meia).

A dramaturgia de Rodrigo Guergolet e Giovanna Paixão tem como influências estéticas o filósofo Jean Paul Sartre e os dramaturgos Luiz Alberto de Abreu e Carlos Alberto Sofredini. Sartre devido às relações entre os personagens e suas complexidade psicológicas. Abreu e Sofredini devido ao processo de construção – constituído de forma colaborativa, estimulando formas dos atores criarem cenas, baseadas nas rodas de conversa. O objetivo tem haver com ampla pesquisa através do processo colaborativo e do “discurso aberto” (Umberto Eco) que permite que o espectador tome suas próprias conclusões referentes a um tema ou assunto pautado pelo autor. A peça tem referências estéticas do teatro do Absurdo, do teatro Épico e do Realismo fantástico.

Como esquecer você mesmo? Que vida me pertence? Cadê minhas lembranças?

Essas considerações vêm a tona em “Cão” porque problematiza o mundo contemporâneo, pontua os efeitos da virtualização das relações, da falta de memória de si, do entorno e das questões sociais. Traz a tona a reflexão de particularidades comum a humanidade, tais como: o amor, a loucura, o excesso, a dignidade e o desejo. A busca de Ricardo em encontrar sua identidade tem a ver com a pulsão desejante, inerente em qualquer ser humano. “Todos nós temos a difícil tarefa de desejar algo. Assim como, a conceito que o mesmo faz com os sentimentos humanos, como sendo objetos criados pela nossa imaginação. Então a peça propõe essa dinâmica, onde, ora provoca, ora apresenta, ora rompe, ora determina, ora fragiliza… Um mosaico de situações sobre a complexidade das relações humanas”, afirma Guergolet.

SERVIÇO
Quando: 01 a 24 de fevereiro de 2019 (sextas e sábados às 20:30 e domingos às 19h)
Onde: Teatro de Arena ( Rua Dr. Teodoro Baima, 98 – República, São Paulo – SP)
Quanto: R$ 15 (inteira) e R$ 7,50 (meia)

FICHA TÉCNICA

Elenco: Bianca Ikemoto, Fellipe Cartier, Rafael Mattos e Rebeca Knopf.
Dramaturgia: Giovanna paixão e Rodrigo Guergolet
Colaboradores: Danilo Pedrozo e Viviane Costa
Figurino: Bianca Ikemoto
Iluminação: Bianca Fina
Cenografia: Bianca Ikemoto
Trilha sonora (ao vivo): Luíza Marcon
Ilustração: Igor Caricaturas
Fotografia: Bia Fina Fotografia
Produção geral: Bianca Ikemoto
Assistente de produção: Lucas Ramalho
Produção executiva: Mídia Oficial de Comunicação
Divulgação: Laiane Ferreira, Bianca Fina, Breno Villas Boas.
Realização: Grupo EntreMundos de Teatro
Apoio: Ajustados Quiropraxia Familiar, Mídia Oficial de Comunicação, Fundação Nacional das Artes de São Paulo, Ministério da Cultura e Governo de São Paulo.
Direção geral: Rodrigo Guergolet

User Rating: Be the first one !

Comenta aí... :)

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *