Home / #CULTURA / COLUNA DO GUGA: A moda está para o homem

COLUNA DO GUGA: A moda está para o homem

Fala galera!

Bem vindos a Coluna do Guga!

Esta é a segunda postagem que faço aqui neste espaço tão bacana disponibilizado pelo portal REDE SINA. Aqui falaremos bastante sobre moda, focando no universo masculino, com muita comunicação fora do padrão, já diz o slogan deste portal. Na semana passada resolvi começar falando sobre a democracia no universo da moda, mas, é política ou é moda?

Ficou curioso? Então espia o texto da semana de estreia que eu fiz com bastante carinho, tentando apresentar algumas ideias que desfilarão por aqui em futuras publicações, bem como, alguns de meus posicionamentos que acredito e sigo em relação à moda.

Vocês estão recém conhecendo-me e, por este motivo nossos primeiros encontros serão conversas bem descontraídas onde seguirei expondo conteúdos que acredito serem interessantes e para que os leitores tenham a possibilidade de compreender minhas reflexões sobre moda e os próximos caminhos da coluna do Guga e quem sabe, até um pouquinho sobre mim.

Vale destacar, que não sou um profissional que atua no ramo da moda, porém sou um adorador do fenômeno moda enquanto sentido de expressão da individualidade de sujeitos ou grupos, onde vestir-se, para além de um ato político, pode-se vir a identificar inúmeros significados ou códigos, dado o contexto em questão.

É isso aí povo, confiram logo mais o próximo post que está saindo do provador, depois de várias provas. Espero que vocês gostem, pois é bem assim que faço quando penso em me vestir, provo, desaprovo, troco, visto de novo, jogo para cá, para lá, invento, reinvento, mudo tudo de novo e assim vai ( confessando só para vocês, como todo bom geminiano sou instável e como na moda, sempre rola um ajuste de última hora  rsrsrs).

A moda está para o homem.

O mercado de moda masculina tem-se tornado muito importante, lucrativo e relevante. Nos últimos anos podemos perceber que este nicho está cada vez mais na mira de fabricantes, consultores de estilo e demais pessoas que trabalham no ramo da moda ou como este que vos fala, interessam-se pelo assunto.

Neste sentido, podemos perceber que a moda está diretamente ligada ao comportamento. O publico masculino vem modificando seus hábitos, costumes, gostos, incorporando e assimilando tendências, estilos e modismos.32ea137fb1a7b3bdf42c52e8e07142b1

Aliado a tudo isso, temos a globalização com o crescente desenvolvimento das mídias digitais, a popularização das redes sociais e a apropriação de um grande número de pessoas por estas plataformas digitais, disseminando informações de estilo, moda, divulgando tendências, criando coletivos, aproximando identidades, realizando movimentos em prol das diversas cores, gêneros, identidades de gênero, tamanhos, formas e um universo imensurável de informações impossíveis de elencar nesta edição.

Como sempre costumo afirmar: moda é também comportamento. Creio que seja possível até fazer uma relação matemática, ou seja: a moda está para o homem, bem como, o homem está para a moda.

Não é só pelo fato de estarmos falando sobre moda masculina, que este assunto tem de ser mais relax. A moda tem de ser descomplicada em todos os aspectos e principalmente mais que isso, ela tem de ser democrática, bem como já abordei em nossa coluna anterior.

Será que precisamos sofrer para estar na moda e indo além, será que precisamos estar na moda? Calmem povo! Complicar não é meu objetivo, ao contrário meu lema é descomplicar, desconstruir e despir-me de conceitos pré-estabelecidos, afinal o que seria da moda hoje em dia se as sociedades não tivessem se despido de alguns paradigmas, concordam?

Penso que, os homens não precisam entrar em desespero quando o assunto é moda. A moda é muito efêmera e tentar acompanhá-la em tempos difíceis como atualmente, pode custar muito caro para o bolso. Aliás, viver correndo atrás da última tendência ou usar algo só porque todos estão utilizando e, está na moda também não é legal.

O que está sempre na moda para mim é o conforto e deste não abro mão. Precisamos nos conhecer, observar as pessoas ao nosso redor, estarmos cientes das nossas condições e da nossa realidade e o mais importante buscar nossa identidade. Não tenha preguiça de bater perna nas lojas, não tenha vergonha de provar roupas quantas vezes for preciso, isto não é coisa só de mulher ( lembre-se: vamos deixar os rótulos de lado), pesquise, não é de hoje que as ferramentas digitais estão disponíveis para nos ajudar.

Ficar perdido no meio de tantas informações, cores, formas, estilos e tendências é normal. Saiba filtrar e peça ajuda, existem inúmeros blogs, consultores on line, e muitas redes sociais criadas com o intuito de auxiliar o público masculino neste sentido.

Faça sua moda, busque seu estilo, deixe o look do preconceito de lado, vista sua personalidade e não abra mão do conforto, pois a moda está para o homem.

GUGA ROCHA

FB_IMG_1454403348235Gustavo Rocha ou “Guga Rocha” como é conhecido e gosta de ser chamado é natural de Santa Maria/RS. Estudou Ciências Sociais na UFSM, focando mais na Antropologia.

Nosso novo colunista é apaixonado por assuntos que envolvem moda, como sentido de expressão e comunicação. O cara também é muito ligado em música, principalmente eletrônica, porém não dispensa um bom samba de raiz e adora dançar até pingar. 

Guga também  simpatiza com as  causas de diversos  movimentos sociais, onde tem se engajado ultimamente, como militante no combate contra o racismo, o machismo e a homofobia.

Atualmente ele é comissário de voo  e semanalmente, Guga aterrissará aqui na página da REDE SINA, fazendo algumas abordagens sobre o universo que envolve a moda masculina.

 

 

User Rating: 5 ( 1 votes)

Comenta aí... :)

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *