Home / #AS MULHERES QUE DIZEM NÃO / BALA PERDIDA – Nação Zumbi

BALA PERDIDA – Nação Zumbi

“Senhora bala, me deixe passar
Logo eu que sou pacífico
Senhora bala, me dê licença
Eu não sirvo pro seu destino, não”

O clipe dessa semana é da banda Nação Zumbi. Bala Perdida foi dirigido por Sylara Silverio que é formada em Rádio e TV pela UFRN, é especialista em fotografia e audiovisual pela UNICAP. “Meu trabalho de certa forma sempre foi voltado para a história e luta das mulheres, dos mais diversos pontos de vista. O videoclipe retrata, através de um ponto de vista particular da letra da música, a história de duas mulheres negras e lésbicas que, através de desencontros e balas perdidas subjetivas, têm uma história de amor conturbada”, afirma a diretora.

Sinopse:
Uma dispara sem querer. Outra é pega sem saber. Existir é um tiroteio, e os olhos são as armas. Mulheres, urbanas, negras, lgbt’s e periféricas são alvos móveis todo dia. Mas quando só os olhos atingem sobra vida pra contar a história. E onde há vida há desencontro, porque, além de tudo, elas são comuns. Só que resistem.

Ficha técnica:
Direção – Sylara Silverio
Atrizes – Maya ferreira e Ayla oliveira
Direção de fotografia, montagem e finalização – Sylara Silverio
Roteiro, assistência de direção e montagem – Carlos Augusto Domingos
Produção, still e making of – Keila Vieira
Assistente de câmera – Adelcídio Soares

Bala Perdida
Nação Zumbi

Na hora você não pensa em nada, não
Depois fica lembrando e se perguntando
Por quê
Que ela quase lhe levou?
Chegou perto de ser dela
Mas ela não lhe achou
Não lhe achou

Bala perdida você quase me levou
E eu sem saber, eu sem saber
Bala perdida você quase me achou
E eu sem querer, e eu sem querer
Antes da hora vi quando você passou
Pra se esconder em um outro alguém

Não dá pra saber se foi por querer

Senhora bala, me deixe passar
Logo eu que sou pacífico
Senhora bala, me dê licença
Eu não sirvo pro seu destino
Senhora bala, me deixe passar
Logo eu que sou pacífico
Senhora bala, me dê licença
Eu não sirvo pro seu destino, não

Não vai
Vai, vai
Vai, vai
Vai

Na hora você não pensa em nada, não
Depois fica lembrando e se perguntando
Por quê
Que ela quase lhe levou?
Chegou perto de ser dela
Mas ela não lhe achou
Não lhe achou

Antes da hora vi quando você passou
Pra se esconder em um outro alguém

Não dá pra saber se foi por querer
Não dá pra saber se foi sem querer

Senhora bala, me deixe passar
Logo eu que sou pacífico
Senhora bala, me dê licença
Eu não sirvo pro seu destino
Senhora bala, me deixe passar
Logo eu que sou pacífico
Senhora bala, me dê licença
Eu não sirvo pro seu destino, não
Eu não, ninguém

Alvos móveis
Somos alvos móveis
E eu sem saber
E eu sem querer

"Senhora bala, me deixe passar Logo eu que sou pacífico Senhora bala, me dê licença Eu não sirvo pro seu destino, não" O clipe dessa semana é da banda Nação Zumbi. Bala Perdida foi dirigido por Sylara Silverio que é formada em Rádio e TV pela UFRN, é especialista em…

User Rating: 4.6 ( 1 votes)

Comenta aí... :)

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *