Home / #escritores / A Vida é dolorosa, o que eu devo fazer?, por Tadany

A Vida é dolorosa, o que eu devo fazer?, por Tadany

A vida apresenta sua irrevogável proporção de dores e sofrimentos, então, frente à estas realidades, o que devo fazer?. Como devo agir?. Será que posso influenciar ou mudar as coisas?. Eis uma pequena descrição deste rico e revelador texto.

 

A vida é injusta, desleal e repleta de sofrimentos e dores?. Sim, estes fatos são inegáveis.

Mas isto significa que eu devo desistir?. 

Que eu devo parar de tentar melhorar as coisas?

Que eu devo deixar de fazer um esforço de plantar sementes de crescimento e melhoramentos onde quer que seja necessário? 

Não, de maneira nenhuma, não.

Isto significa que eu devo me tornar cínico, cético, desiludido ou descrente com relação a vida?

Não, obviamente não.

Mas o que eu devo fazer então?.

Para começo de história é importante aceitar que a vida é uma mistura de alegrias e tristezas, ganhos e perdas, felicidades e pesares, vitórias e derrotas, amor e ódio, amizades e inimizades e um infindo mar de dicotômicas e antagônicas expressões.

Em segundo lugar, é vital trazer a perspectiva da vida para um nível alcançável individualmente, isto é, qualquer um pode dizer que o governo é corrupto, as empresas são gananciosas, o sistema é fraudulento, as organizações são abusivas, as leis são tendenciosas e as estruturas são partidárias.

No entanto, se ao invés de centrarmos o pensamento em entidades, disséssemos que existem pessoas corruptas, indivíduos gananciosos, fraudulentos, abusivos, tendenciosos e partidários, então estaríamos trazendo toda a estrutura para uma vizinhança mais acessível onde podemos, na medida do possível e de nossas vontades e coragens, influenciar ou mudar as situações, uma pessoa de cada vez.

Além disso, outro importante ponto de vista a considerar é o tempo.

O que você quer dizer com o tempo?.

Se analisarmos apenas os recentes milênios, imediatamente percebemos tremendas melhorias em quase todas as esferas da vida, de tecnologias até a consciência espiritual, passando pela economia, política, saúde, infraestrutura, relações internacionais e assim por diante num oceano de constantes aprimoramentos.

Assim sendo, até agora você pode estar pensando, muito interessante e todos os pontos são razoáveis e sensatos, ou seja, eu entendo isto, eu aceito a miscelânea de opostos, eu compreendo que se eu trazer a perspectiva para perto de minha realidade, isso me capacitará para influenciar mudanças e eu concordo que os padrões de vida aumentaram consideravelmente nos últimos milênios. 

Mesmo assim, a vida continua sendo uma luta, ela ainda é conflitiva e eu ainda vivo momentos agonizantes. 

Mais uma vez, definitivamente eu concordo contigo. 

Não obstante, eu adicionaria que talvez…quiçá…ou possivelmente… este á uma das razões pelas quais estamos todos aqui, ou seja, para enfrentar todos estes desafios e adversidades e, apesar de suas assustadoras e impositivas proporções, fazer tudo o que está ao nosso alcance para aperfeiçoar sobre o que já existe, para alterar como as coisas são, para adicionar a nossa pequena semente na lavoura global da vida enquanto mantemos a nossa cabeça ereta antevendo um futuro mais humano, enquanto mantemos nossos corações bombeando néctares de esperança e amor, e os nossos pensamentos criando uma existência mais igualitária, unida e honesta, os nossos corpos lutando por justiça e liberdade e, o mais importante, as nossas essências espirituais manifestando a consciência de que existe apenas uma casa: o planeta terra. Apenas uma família: a Humanidade e apenas um caminho: a iluminação espiritual. 

Então, se conseguirmos fazer isto, cada segundo de nossas existências se tornará mais empoderador, significativo e revelador, apesar dos temporários e efêmeros sofrimentos que, vez que outra, enfrentamos no transcurso desta fascinante e sublime jornada chamada vida. 

 

PS: Para citar este Texto: 

Cargnin dos Santos, TadanyA Vida é dolorosa, o que eu devo fazer?www.tadany.org®

 

Sobre o autor…

TADANY CARGNIN DOS SANTOS

Executivo Internacional. Cidadão Global. Palestrante. Poeta. Escritor. Pensador. Counsellor. Espiritualizado. Alegre. Curioso. Dinâmico. Profundo. Agradecido. Aventureiro. Tadany é formado em Administração de Empresas pela UFSM. Já trabalhou em vários países ao redor do mundo e, atualmente, é Gerente de Globalização na IBM Índia. Ademais, por 3 anos, ele também estudou Advaita Vedanta num monastério nos Himalayas (Índia) com o Swamy Dayananda Sarasvati (www.dayananda.org). 

 

 

Comenta aí... :)

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *